Amigo, nossos servidores estão fora do ar. Por favor retorne em breve. Clique na casa para tentar novamente.

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Um assunto tão polemico e ninguém comenta nada. Por que será? Eu acho que é porque os brasileiros em regra, salvo exceções, são muito supersticiosos e acreditam em maldições, até mesmo os ditos intelectualizados doutores, sofrem do uma síndrome chamada Dissonância Cognitiva, onde ocorrem construções de crenças que são incontidas em suas mentes desde o nascimento, o que causa uma dificuldade de raciocinar direito, facilita a lavagem cerebral utilizando do quesito religião, onde também oportunistas aproveitam-se da boa fé-objetiva da pessoas que estão fragilizadas emocionalmente e psicologicamente, quando não estão em condições de usar sua razão corretamente, e acreditam em tudo que aqueles ditos sacerdote de um deus altíssimo dizem, para assim ludibriarem.
Então doutores tomem cuidado com a Dissonância cognitiva, não tenham medo de avaliar sua religião racionalmente, fé e ciência se misturam sim, se quiserem ter a correta e lucida percepção da coisas. Foi a razão e a ciência do iluminismo, e não as crenças e superstições, que curaram doenças e possibilitaram tratamentos, que trouxeram evoluções ao ser humano e a sociedade. Um assunto tão complexo, procurei, apenas ser sucinto. Parabéns doutora por sua reportagem, este é um tema de prática tão comum no nosso dia a dia de nossa sociedade, e as pessoas tem medo, por pensar que estão processando da um deus idealizados por elas e não as esses picaretas oportunista da boa fé e dificuldade alheia, na realidade, no quesito crenças e religião muitos ainda possuem uma mentalidade que existia na Idade Média. continuar lendo