jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2019

Carro elétrico não vai mais pagar imposto de importação

Camila Vaz, Advogado
Publicado por Camila Vaz
há 4 anos

Carro eltrico no vai mais pagar imposto de importao

O carro elétrico Model S, da tesla Motors: eles não vão pagar imposto de importação no Brasil

São Paulo - A partir desta terça-feira, carros elétricos ou movidos a hidrogênio (técnica também chamada de "célula de combustível") não vão mais pagar imposto de importação no Brasil.

A decisão, publicada hoje no Diário Oficial da União e com vigência imediata, isenta essa categoria da tarifa de importação de 35% que o Brasil aplica sobre veículos importados.

A alteração foi feita por meio da inclusão na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) e contempla automóveis montados ou desmontados.

O Comitê Executivo de Gestão da Camex (Gecex) também ampliou o escopo da redução que já estava vigente para incluir outras categorias de carros híbridos (com motor de combustão combinado com tração elétrica ou pneumática)

As medidas buscam "inserir o Brasil em novas rotas tecnológicas, disponibilizando ao consumidor veículos com alta eficiência energética, baixo consumo de combustíveis e reduzida emissão de poluentes. Tais medidas estão alinhadas à política de fomento para novas tecnologias de propulsão e atração de novos investimentos para produção nacional desses veículos."


Fonte: Exame

28 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

ótimo incentivo, poderiam isentar (ou reduzir) o IPI, ICMS e PIS/COFINS que também incidem sobre a importação do veículo.

o triste é que, com o real tão desvalorizado como está, mesmo com a isenção do imposto sobre a importação o valor final é bastante elevado. continuar lendo

Excelente decisão! continuar lendo

Boa decisão, mas infelizmente o carro custa 80 mil dólares na versão mais barata, SEM QUALQUER IMPOSTO BRASILEIRO. O que torna impossível sua aquisição por aqui, pelo menos para a maior parcela da população. continuar lendo

Mais uma decisão errada, ao meu ver.
Já está sob suspeita a isenção do IPI para venda de automóveis, que ao que tudo indica, foi uma forma de "beneficiar" as montadoras.
Quem pagou por isso, fomos nós, já que os impostos não recolhidos fazem hoje falta aos cofres públicos e estamos sendo "convidados" a pagar mais essa conta.
Ótimo adotarmos carros elétricos. Muito bom mesmo. Mas a preços populares, porque somando-se todos que terão alcance a esses veículos, não justifica o custo/benefício contra a poluição.
Lançar impostos justos já basta. Isenção é irresponsável e chega disso. Esse imposto, só pagará, quem pode. continuar lendo

Muito bem pensado, amigo José. A isenção de impostos é realmente pra quem já tem condições mais altas economicamente, e de alguma forma, essa "cortesia" vai voltar para nós, meros mortais brasileiros, como sempre. Claro que meu otimismo ficou realmente alegre pelo incentivo a essa nova tecnologia. continuar lendo

Pensando só no custo, o senhor tem certa razão, apesar dos outros impostos incidentes. Mas pense que o sujeito vai trocar um carro de 8 cilindros por um elétrico e veja que, ambientalmente, todos saímos ganhando. continuar lendo

A que preço, Carlos? continuar lendo

A preço, para mim, zero. continuar lendo

Nada, Carlos.
Voce vai pagar CPMF, não vai? continuar lendo

Se for aprovada, vou, mas nominalmente muito menos que o cara que tem capacidade de comprar um carro de 140.000. Mesmo que eu pague relativamente o memso imposto que o sujeito do carro elétrico, eu não fico triste. Acho que ele esta dando uma contribuição pro nosso bem estar, isso vale mais do que dinheiro. Se formos para o outro lado, o de aumentar os im postos de importação e proteger a tecnologias usadas nacionalmete que são mais poluentes, aí sim eu acho que estou pagando caro. continuar lendo