Comentários

(84)
Camila Vaz, Advogado
Camila Vaz
Comentário · há 12 dias
Você é uma querida, @fatimaburegio. O Jusbrasil agradece o carinho e confiança.
Camila Vaz, Advogado
Camila Vaz
Comentário · há 13 dias
Olá, @jcballerini . Bom dia!
Sempre que tiver dúvidas, pode entrar em contato. Teremos o maior prazer em auxiliar. :)

Ah! Você pode entrar em contato também com a Educadora da comunidade https://sofiabrasil2.jusbrasil.com.br/

Abraço e obrigada por ser tão ativo em nossa rede!
Conte com a gente.
Camila Vaz, Advogado
Camila Vaz
Comentário · há 4 meses
Amor não é obrigatório, mas abandono afetivo deve gerar dano moral sim! A criança não foi feita sozinha e o constituição define o cuidado como valor jurídico, logo é obrigação do pai é de também educar e acompanhar. Se esse ato é ignorado, isso fere a constituição, e se fingir que não tem filho, pagando apenas a pensão alimentícia, causar dor e sofrimento na criança, ela deve ser indenizada sim! Afinal, a obrigação de cuidar e amar é do casal.
O civilista Rodrigo da Cunha já dizia: Se um pai ou uma mãe não quiserem dar atenção, carinho e afeto àqueles que trouxeram ao mundo, ninguém pode obrigá-los, mas a sociedade cumpre o papel solidário de lhes dizer, de alguma forma, que isso não está certo e que tal atitude pode comprometer a formação e o caráter dessas pessoas abandonadas, afetivamente. E sobre isso, eu concordo plenamente.
Não é certo não pagar pensão e deixar faltar alimento para criança, também não é correto não ser presente e deixar faltar referência paterna na relação.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Camila
(71) 9165-42...Ver telefone

Camila Vaz

(71) 9165-42...Ver telefone

Entrar em contato