jusbrasil.com.br
22 de Outubro de 2017

Cármen Lúcia divulga salários de ministros e servidores do STF

A medida atende à decisão da presidente do STF e do CNJ, de dar maior transparência aos dados sobre os salários e benefícios de todos os servidores do STF.

Camila Vaz, Advogado
Publicado por Camila Vaz
há 2 meses

Braslia - A presidente do STF Crmen Lcia chega para sesso plenria para definir a fixao da tese de repercusso geral nas aes que tratam da desaposentao

Cármen Lúcia: portal do STF começou a detalhar os pagamentos dos salários dos servidores (José Cruz/Agência Brasil)

O portal do Supremo Tribunal Federal (STF) passou a detalhar os pagamentos de seus ministros e servidores. A medida atende à decisão da ministra Cármen Lúcia, presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de dar maior transparência aos dados sobre os salários e benefícios de todos os servidores do Supremo.

A determinação da ministra foi tomada no dia 18 de agosto e serve para “dar mais eficácia” à decisão administrativa tomada pelo Plenário do STF na sessão de 22 de maio de 2012 e à Resolução 528, de 3 de junho de 2014.

Cármen considerou a necessidade de aperfeiçoar o cumprimento da Lei de Acesso a Informacao, de 2011, para permitir a ciência sobre os gastos com pessoal e contratos firmados pelo Supremo. Ela determinou o aprimoramento na exposição dos dados sobre pagamentos de servidores, especificando o subsídio e as demais parcelas, fixas ou variáveis, ainda que realizadas uma única vez.

O portal do STF começou a detalhar os pagamentos dos salários dos servidores. As licenças-prêmio pagas em dinheiro já passaram a estar disponíveis no portal.

De acordo com o diretor-geral do STF, Eduardo Toledo, o detalhamento seguirá com itens como vantagens pessoais, licença-prêmio, indenização de férias, serviços extraordinários, entre outros que terão as suas origens registradas. Qualquer parcela paga ao servidor terá a sua fundamentação explícita.

No portal do Supremo, quem acessar o menu “Transparência” poderá ver os gastos com remuneração, passagens, diárias entre outros itens. As informações relativas aos salários dos servidores estavam disponíveis no site do STF, mas de forma consolidada e não com a sua destinação esmiuçada, como começou a ser feito agora.

Apesar de o STF não se subordinar ao CNJ, a decisão da ministra se alinha à Portaria nº 63, de 17 de agosto de 2017, que determinou que os tribunais brasileiros enviem ao colegiado os dados relativos aos pagamentos feitos aos magistrados de todas as instâncias do Judiciário, especificando os valores relativos a subsídios e eventuais verbas especiais de qualquer natureza.

Veja o salário pago aos ministros do Supremo em agosto deste ano, segundo dados do portal Transparência do STF:

Nome Bruto (R$) Líquido (R$)

ALEXANDRE DE MORAES 33.763,00 22.654,94

CÁRMEN LÚCIA ANTUNES ROCHA 37.476,93 24.911,16

ENRIQUE RICARDO LEWANDOWSKI 37.476,93 24.012,19

GILMAR FERREIRA MENDES 37.476,93 21.574,17

JOSE CELSO DE MELLO FILHO 37.476,93 19.200,79

JOSÉ ANTONIO DIAS TOFFOLI 33.763,00 20.102,31

LUIZ EDSON FACHIN 33.763,00 21.782,20

LUIZ FUX 37.476,93 25.347,53

LUÍS ROBERTO BARROSO 33.763,00 21.735,82

MARCO AURELIO MENDES DE FARIAS MELLO 37.476,93 22.566,09

ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA 37.476,93 24.232,18

Fonte: Exame

223 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Num país onde mais da metade da população vive com até um salário mínimo, faz sentido alguém do funcionalismo público receber +20.000? Eu não consigo entender isso. continuar lendo

Paz Camila Vaz e Paz Natália Oliveira.

Concordo em partes com esse comentário.

Realmente a situação do povo brasileiro é imensamente diferente da Nobre Corte Jurisdicional e a Corte Parlamentar, todavia já esperávamos que os poderosos tomariam para si grandes valores mensais conforme seus poderes designados.

O que eu não concordo é que eles julgam casos de pessoas que ganham um salário "miséria" por mês (isso quando tem alguma cois pra receber) e eles vivem do luxo empresarial (ou seja, não tem como ser a favor do povo em seus "pedestais"). Para nos entender, eles deveriam ganhar igual nós ganhamos, viver como nós vivemos e onde nós moramos.

Será certo viver num palacete, ter vida de príncipe e julgar casos de pessoas marginalizadas??????? ISSO É INCONGRUENTE.!!!!!!!

DEFINITIVAMENTE ELES NÃO NOS REPRESENTAM!!!! Nem eles e nem os parlamentares e ministros. Todos são aristocratas, salvo os Comunistas de Iphone.

Se todos apoiam, venham junto
#SupremaCortePopular

Por um Brasil mais justo.
Em Nome do SENHOR JESUS CRISTO. Porque Dele, Por Ele e Para Ele são Todas as Coisas. continuar lendo

Na verdade o problema não está nesses valores de salários, são os outros valores, as mordomias, enfim, tudo aquilo que um Ministro recebe por direito; o verdadeiro custo de um ministro vai além do seu comedido salário. continuar lendo

Isso porque não foi divulgado o que eles recebem de penduricalhos, que extrapolam o próprio valor do salário. Isso que foi divulgado é só de salário, agora os vencimentos totais dobram essas quantias facilmente !!! continuar lendo

Concordo muito com você, @nataliafoliveira! Verdadeiro absurdo! continuar lendo

Boa tarde.
Com o devido respeito, acredito que para julgarmos salários devemos avaliar a complexidade do profissional para alcançar aquele nível de formação, a carga de responsabilidade inerentes à função exercida, tempo de serviço e etc.
Não devemos levar em consideração os integrantes do STF pois, se não me engano, somente 3 dos 11, são juízes de carreira, o restante, somente operador da advocacia.
Por isso até, que acho um abuso médicos, professores, ganharem mal.
Abuso é um operador de máquina xerox do senado ganhar 18 000,00. continuar lendo

Também acho um absurdo!!! uma salário de R$ 15.000,00 estaria de bom tamanho, fora as regalias, todas as profissões devem ser valorizadas, não somente as deles. Se os lixeiros fizerem greve o que acontece joga o lixo na rua e fica la?

Se motoristas fazem greve o que ocorre no transporte???

É fácil quando aprovam as próprias regras para eles... cade o sindicato patronal para diminuir os aumentos e regalizas deles? afinal toda categoria conta com repressão patronal em face aos trabalhadores... continuar lendo

acho que o problema não é o salário em si (honestamente, pelo preço das coisas no Brasil, 20 mil é um salário bem "modesto"), mas sim as diversas gratificações que o Judiciário recebe (em especial os magistrados) que superam o teto constitucional e são implementados no salário final (ainda que legalmente não seja salário, mas sim uma gratificação)... isso sem contar motorista, diversos auxílios, férias prolongadas, dentre várias outras "mordomias" que apenas esse grupo seleto possui continuar lendo

Questiono isso todos os dias. Jovens saem da faculdade e ja ingressam nas fileiras dos concuseiros pois existe essa tremenda distorção entre a remuneração no setor público e no privado. Com isso, o setor privado perde mentes potencialmente brilhantes que poderiam produzir ou inovar no mercado e acabam virando carimbadores glorificados no serviço público.

E toma imposto no setor privado pra pagar essa palhaçada, e no fim isso prejudica a própria remuneração do setor privado. É um sistema perverso que causa inchaço no estado.

Eu vivo falando para meus colegas, se você sonha em se formar para virar funcionário público, ou seus sonhos são medíocres ou o sistema está errado.

Enquanto isso em países desenvolvidos muita gente abandona a faculdade para iniciar seus próprios negócios... continuar lendo

Natália, pode ser difícil de entender, mas faz sentido sim. Se você não oferecer a um juiz uma remuneração equivalente ao que ele poderia receber trabalhando na advocacia, ele vai preferir trabalhar como autônomo.

Desta forma só iríamos conseguir atrair para a magistratura os piores profissionais do mercado, ou seja, aqueles que não conseguem, como advogados, uma remuneração mais vantajosa.

Precisamos é "melhorar" os salários daqueles que estão na base da pirâmide.

Agora, é claro que não podemos defender e nem tolerar salários de marajás. Alguns juízes chegam a receber até R$500 mil em um único mês. Esta é uma caixa preta que precisa ser aberta e explicada para a população. continuar lendo

Você não consegue entender pq ainda não viu o salário de muitos gerentes e cargos altos na iniciativa privada... continuar lendo

Sem adentrar do mérito dos outros custos que podem e devem ser reduzidos, creio que seja uma remuneração compatível com a complexidade da função.
Quiçá, na qualidade de guardião da Constituição, o STF determinasse a restituição corrigida de valores e punição a todos aqueles que recebem acima disso fazendo contorcionismo com a lei e atropelando a moralidade a olhos vistos.
Aí, sim, economizaríamos uma fábula todo mês e teríamos o início do fim da farra com o dinheiro do contribuinte. continuar lendo

Carlos Eduardo Furquim, o mérito não justifica abusos !!! O fato da função deles ser complexa e exigir muita responsabilidade não justifica remunerações desproporcionais e absurdas, pois como disse no meu cometário mais acima, além desses salários elevados, também recebem penduricalhos, que são mordomias, auxílios (imorais que a maioria do povo sequer imagina), que chega a dobrar o valor do próprio salário. E o que é pior, bancados com dinheiro público, onerando ainda mais o povo. continuar lendo

LUAN MESAN
Comunismo não é abdicar da tecnologia (iphone) e/ou das coisas boas da vida, comunismo é todo mundo ter a possibilidade de acesso igualitariamente. continuar lendo

Ainda mais neste que ninguem confia continuar lendo

O que está errado não é o fato de eles receberem um salário astronômico e sim o fato de a parte responsável pelo pagamento do salário não ter combinado nada. Se o contribuinte fosse consultado acredito que o salário poderia até ser maior já que o papel que eles exercem exige um nível de conhecimento, comprometimento, capacidade muito fora da curva, por assim dizer. A diferença é que se houvesse tal consulta as condições de exercício da magistratura seriam muito mais exigentes, com muito mais clareza, agilidade e capacidade de adaptação dos métodos de trabalho, que hoje são rígidos, obscuros, lentos e dispendiosos. Aliás, uma péssima relação custo x benefício, já que o judiciário custa cerca de 5 bilhões de reais para operar e a sensação de entrega de uma sociedade justa acredito que não atinge nenhum cidadão. continuar lendo

fora as bolsas regalias que recebem continuar lendo

bom comparado com teu, o salário mínimo é uma miséria também, eu imagino. E se nivelarmos todos os salários pelo salário Mínimo? Fica mais justo assim?

Não é os 20 mil que é muito, é o salário mínimo que é pouco. Temos que elevar o mínimo para fic menos distante dos 20 mil.

E além do mais, consideremos o grau de instrução, carreira, etc, etc. continuar lendo

Fora os adicionais, como aux, moradia entre outras. continuar lendo

Eles são autoridades com muitas responsabilidades e são altamente qualificados, não podemos compara-los com qualquer analfabeto sem qualificação; Eles trabalham e estudam muito, quem fez ou faz faculdade sabe o quanto gastamos dinheiro, sacrificamos lazer, noite de sonho, qualidade de vida, etc., para conseguir nos formar nos qualificarmos, atualizarmos, etc.. ; Com as qualificações que possuem eles ganhariam muito mais advogando ou agindo como empresários, conheço advogado muito hábil que ganha aproximadamente R$ 200.000,00 por mês. Se advogassem para traficante eles ganhariam mais de R$ 20.000,00 em um dia.
Não podemos querer que pessoas altamente inteligentes qualificadas trabalhem como escravos ou por caridade, se quisessem trabalhar por caridade seriam padres e freiras e olá lá, não todos os sacerdotes e sacerdotisas são madre Tereza de Calcutá, E podem se quiserem vender sentenças por R$ 1.0000.000, ou qualquer valor que alguém esteja disposto a pagar.
Eu acho que ganham pouco, eu não faria o que eles fazem por este valor de salário.
Precisamos ponderar antes de fazer um julgamento apressado e ignorante. continuar lendo

Verdade. Estudou? Sim! Mas não condiz com a realidade do país! Um professor concursado tem menos valor que eles por quê? Um médico estudou tanto quanto, e lida com a vida das pessoas. Se o povo ganhasse bem, nem contestaria, mas não é a realidade do país. É imoral! Pra ter ideia, um membro do MP RJ tá ganhando R$30 mil de abono natalino. Se vc dividir por ano, são 2 mil por mês. Muitos brasileiros não ganham isso por mês, e membros ganhando de natal. O problema se chama autonomia! Eles passam dos limites! Claro que todo mundo adoraria ganhar bem, mas ninguém é melhor que ninguém e nem mais importante na sociedade. continuar lendo

A maioria da população brasileira, não possui um quingentésimo do conhecimento adquirido ao longo de muitos anos de estudo e dedicação que têm os nossos ministros do judiciário. Somente isto já justificaria este salário, que não é dos mais altos, apesar de ser consideravelmente pomposo. continuar lendo

Peço ao Sr. Márcio Silva que indique um país comunista onde "no comunismo todo mundo tem a possibilidade de acesso igualitariamente." Se responder com exemplos eu agradeço. continuar lendo

Aqui, no cometários, parece que as mentalidades são todas tendenciosas ao nível inferior, o que está errado é o piso de salário mínimo, e poucas condições de investimentos empresariais, um ministro ganhar esse valor para mim é razoável, a bagagem acadêmica para ser capacitado ao cargo é gigante, e esse valor transformado em dolar é US$ 6 774,19 mensal... lá no USA o salário de congressman é 174.000,00 dolares anuais, o que equivale 14.500,00 dolares mensais.

https://www.google.com.br/search?q=how+much+money+make+a+congressman&oq=how+much+money+get+a+congre&aqs=chrome.1.69i57j0l3.24971j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

vamos pensar grande gente !!! continuar lendo

Pensar grande fazendo conversão direta de Real pra Dólar?
RISOS continuar lendo

Acredito que devemos nos atentar a alguns pontos importantes;

1. Estamos no Brasil, não existe isso de transformar em dólar, a moeda corrente aqui, infelizmente, é o Real R$..

2. Comparar com os gringos (EUA)... não acho que seja justo, aqui nossos excelentíssimos recebem auxílio de tudo que precisam e de coisas que não precisam para exercício de seus cargos, fora os 13 salário 14 e por aí vai, férias de 60 dias que queriam aprovar e por aí vai...

Acredito que o salário deles deve ser alto sim, porém a quantidade de benefícios ultrapassa o limite aceitável para uma população que não tem se quer coisas básicas defendidas em nossa constituição... continuar lendo

Fazendo uma comparação com os Estados Unidos é uma besteira. continuar lendo

Primeiramente colega, o Brasil não têm as mesmas condições que os EUA, logo a sua comparação não oferece parâmetros válidos. Esses valores são apenas de salário, mas além disso eles recebem penduricalhos que chegam a dobrar esses valores. Com relação à necessidade do salário mínimo ser maior concordo, pois segundo pesquisas recentes o salário mínimo deveria ser de, no mínimo, 3.800 reais para tender às necessidades básicas previstas no art. da CF/88. continuar lendo

US$ 14.500 / mês é próximo de 10 salários mínimos nos EUA. No Brasil, R$ 33.000 é próximo de 35 salários mínimos no Brasil.

Não vamos pensar grande, vamos pensar certo. continuar lendo

Salário está sim condizente com o volume de processos que eles recebem. Qualquer advogado modesto se recebesse o volume de processos que eles tem receberia bem mais.
Além disso, apesar de nao ser o fator fundamental, alto salário reduz sim a corrupção. continuar lendo

Realmente o que está defasado e o salário base (mínimo) mas os economistas não entende assim, economiana é uma área complicada mesmo porém penso que se o salário base fosse satisfatório a economia não estaria melhor continuar lendo

Apenas uma ressalva ao teu comentário: salário mínimo é o que o nome já diz, mínimo. É dedicado aos que não possuem nenhuma ou quase nada de qualificação profissional. continuar lendo

Prezada Iva Nete Maria Pereira, concordo plenamente com as suas sábias palavras. Temos que nivelar por cima e não por baixo. Temos que dar um salário digno e de acordo com o grau de complexidade jurídica que os Ministros do Supremo recebem (inclusive, acho que 37.000,00 é pouco pelo grau de complexidade e o alto grau de conhecimento jurídico que é exigido para o exercício do Cargo), e também diminuir a distância do valor do Salário Mínimo, o qual hoje já deveria estar na casa dos R$5.000,00 (cinco mil reais), com a contínua tendência a crescer e evoluir de acordo com o enriquecimento do país. Precisamos tratar do assunto: NIÓBIO com mais seriedade. Esse metal preciosíssimo tem de deixar de ser vendido a preço irrisório e como commodity. O Brasil precisa assumir o seu direito do subsolo e nacionalizar toda a sua riqueza mineral custe o que custar. continuar lendo

Até parece que eles recebem só isso, faltou declarar os penduricalhos continuar lendo

Aqui no Canadá magistrado estadual ganha em torno de 7 mil dólares canadenses por mês. Não são reis, mas sim extremamente respeitados pela sociedade. Trabalham integralmente e a maioria, devido ao acúmulo de serviço, não gosta de tirar férias.

Não possuem regalia alguma e nem maracutaia indenizatória "na forma da lei" apenas para moralizar o imoral.

No submundo do subdesenvolvimento, como é o Brasil, magistrado ganha remuneração de executivo de empresa.

E depois reclamam do país ser o lixo que é. continuar lendo

Aqui na Europa os magistrados também ganham 4 mil euros. Para eles ganharem 6 mil euros tem que ter 17 anos de experiência...e os magistrados aqui não tem regalias. continuar lendo

O Filippe L.M está um tanto estressado e confuso. Primeiro, o país não é um lixo. Pode ter muitos ratos, mas não é um lixo. Segundo, não entendi quais são os sujeitos do verbo utilizado "reclamam". Se é o povo, tem de reclamar mesmo, e muito. Não podem ser os magistrados que ganham muito, pois esses não reclamam. Também, morar no Canadá e ficar comparando com Brasil, é mole. Como já registrou um outro colega, o problema não está nos salários: o problema está nos penduricalhos. Teve Juiz que ganhou perto de R$500 mil neste mês de agosto, quase tudo de vantagens legais, mas totalmente imorais. Bastaria que a Lei limitasse o valor do depósito mensal que pode ser aceito ao se ordenar pagamentos aos bancos. Acabariam os subterfúgios. Precisamos voltar às ruas. Vem nos fazer uma vizitinha Filippe e participar? continuar lendo

José, visito o país todos os anos; e todos os anos fico aliviado quando volto à civilização. continuar lendo

Caros. Não sou Operador do Direito. Meu Bacharelado foi em Ciências Militares, nas Agulhas Negras, onde estudei um pouco sobre Direito Penal Militar e alguma coisa sobre Direito Internacional dos Conflitos Armados, o que não me faz nem flanelinha de Cartório. Mas, ao longo da modesta carreira, fui Juiz da 5a Circunscrição Judiciária Militar em Curitiba/PR, Chefe de Polícia e integrante da Polícia do Exército, cargos que me obrigaram a estudar. Cumpri 29 anos e fui para a reserva. Hoje, sou consultor. O salário dos magistrados no Brasil não é alto. A magistratura é um dos 5 pilares da sociedade [a medicina, pois as pessoas necessitam de saúde; a docência, pelo saber; a polícia, pela fiscalização; o último seria a defesa, pela soberania. Por minha conta, acrescentaria um sexto pilar: a imprensa, pois, sem imprensa livre não há liberdade]. O salário do Juiz precisa garantir-lhe tranquilidade para somente se dedicar àquilo e viver com dignidade, antes e depois de aposentar-se, e independência, para não se submeter ao poder econômico. Dentre os pilares que citei, o da magistratura precisa ser o mais sólido, pois, não é possível viver sem justiça, pois, retrocederíamos aos tempos da Inquisição e dos duelos ao final das 12 badaladas. Concordo que há ganhos além dos revelados, pelas alquimias da corte, mas, o básico é aquele. O que dizer dos ganhos de um inútil como o Neymar? De um Faustão? Vá comparar o Floyd Mayweather, vencedor daquela última luta, e que tem 100 carrões e 2 jatos com um Joaquim Barbosa? Não importa se aqueles forem entes privados, pois, estou falando de justiça em sentido amplo. Não são os salários da magistratura que deixam o aluno sem merenda, o hospital sem remédios e os pobres sem assistência e oportunidades. Inclusive, se tivéssemos um Judiciário mais emponderado, assim como os demais entes, menos desigual seria o Brasil. Mas, não sou o dono da verdade e agradeço por todas as opiniões. Abs forte. Moretzsohn continuar lendo

Apreciei seu comentário. Mas Neymar e o lutador trazem alegria ao povo. Por exemplo talvez o sr ache que o Dono da Microsoft, detentor de +90. Bi em dolares não mereça. Mas pense no seguinte quanta riqueza ele patrocinou para o mundo? Outro fato é que mesmo que ele tenha a melhor casa, carros, beba a melhor bebida e coma a melhor comida, ele nunca vai consumir tudo o que produziu.
O problema é que um ladrão na rua não produz, e ainda prejudica outros - Esta é a questão- O Estado Brasileiro é ineficiente, por isso mesmo o melhor funcionário público se sente desprestigiado, pois é responsável, por se omitir da fiscalização e transparência das instituições. O que acontece é que POLÍTICOS (TEMPORARIOS) se utilizam de benefícios legais e fazem o que querem no ESTADO- O funcionalismo é omisso. É o que acontece ao meu ver com o JUDICIARIO.
Nâo produz, os tribunais estão lotados de processos.É inficiente, pois olha para o PROCESSO não para a verdade. Um exemplo é a sentença de LULA feita por Sergio Moro. Ele buscou a verdade..Mas em 2 instancia sua decisão pode ser modificada por detalhes processuais. O trabalhador é digno de seu salário, mas não nas custas do magro salário dado as mais pobres. e da sensação que O STJ -SOMOS TROUXAS DO JUDICIARIO, pois se importam com papel, não com a verdade. E não querem produzir uma sociedade mais correta de suas obrigações continuar lendo

Parabéns pelo comentário e pela observação dos ganhos de um inútil. continuar lendo

Concordo contigo, mas todos jogadores, artistas e outros personagem da vida privada, tem empresários que tem ligações com o mercado finaceiro.Os especuladores, as lavagens de dinheiro, os fusões e aquisições das multinacionais, á mídia, os George Soros e Rokfellers da vida detém cerca de 80% da riqueza mundial.Qual pais consegue buscar um mínimo de equlíbrio financeiro para diminuir as diferenças salarias? Somos uma nação riquíssima mas estamos pagando um assombroda dívida pública que jamis foi auditada e nosaos políticos quase em sua maioria pertencente ao crime organizado.Quanto áos magistrados, basta verificar que o juíz Sergio Odilon e outros que são escoltados 24 horas por dia o motivo: Enfrentar e colocar na cadeia os narcotráficantes.Este pais merece ser retomado pelos militares. continuar lendo

Ok, concordo plenamente, eu não faria o trabalho que fazem pelo salário que ganham. continuar lendo

Parabéns pela belíssima abordagem sobre o assunto, no entanto enfatizo que os professores em especial e demais profissões também deveriam ganhar bem quanto um juiz. Sou engenheiro e professor universitário e não alcanço esse patamar de ganho, recebo líquido R$ 9200,00 nos dois empregos, dois empregos porque preciso investir nos filhos, um fazendo medicina fora do domicílio e outro concluindo ensino médio. Ainda estou pagando com o que ganho no execício 2017, 8 parcelas no valor de R$ 1220,00 de Imposto de Renda, ou seja, 9200-1220, sobram R$ 7980,00. Então é injusto ou não? Destaco que ainda ensinamos os bacharéis de direito que se tornam juízes, assim "" garantir-lhe tranquilidade para somente se dedicar àquilo e viver com dignidade"" tem de ser para todos. Estou submetido ao poder econômico e massacrado por Ele. continuar lendo

A questão e que a maioria não consegue enxergar é que o salário deles não condiz com a realidade do país. Lá no fundo, R$30 mil n é grande coisa. Mas quantas pessoas sequer ganham isso por ano?
Os membros do MP ganhando abono natalino de R$30 mil é juntos? São 2 mil por mês, se dividirmos. Tem gente que vive com 1 salário mínimo. Como uma pessoa que mora na favela pode sair de lá? Não há como pagar luz, água etc. Se o país todo fosse certo, justificaria o super salário.
E olha que nem estou falando dos políticos... Comparar com Neymar, Faustão etc... Isso não é dinheiro público. Isso é privado. Nada a ver. continuar lendo

Caro Coronel Moretzsohn. Quem deixa os alunos sem merenda, os hospitais sem remédios e os pobres sem assistência e oportunidades são os três poderes juntos. É a roubalheira no executivo, a camaradagem com os próprios salários e roubalheira no legislativo e assim vai caminhando.
E quem faz justiça é só Deus Pai e Criador do Céu e da Terra e tudo que há em cima e em baixo.
O judiciário, somente tem o condão de falar o direito e está falando mal, trabalhando muito mal.
Se um magistrado ganha pouco que mude de profissão. Agora comparar salário de servidor público com empregado da iniciativa privada, aí não dá. O público quem paga somos todos nós, até o que o senhor chamou de inútil, ajuda a pagar o salário dos servidores públicos.
Definitivamente não dá para comparar o público com o privado. No público somos todos nós quem pagamos, já no privado o salário é conquista individual sendo pago com dinheiro da iniciativa privada, dinheiro conquistado individualmente. continuar lendo