jusbrasil.com.br
22 de Outubro de 2017

Propaganda com esteriótipo de gênero devem ser proibidas no Reino Unido

Agência reguladora de propagandas britânica afirma que perpetuar o sexismo traz "custos para os indivíduos, para a economia e a sociedade".

Camila Vaz, Advogado
Publicado por Camila Vaz
há 3 meses


Homens devem e sabem como limpar a casa sem fazer bagunça. Pelo menos, essa é a visão da Advertising Standards Authority (ASA), agência de regulação publicitária do Reino Unido.

A ideia do “CONAR britânico” é evitar propagandas que levem a leituras sexistas. Segundo a instituição, por meio de um documento, perpetuar papéis de gênero traz “custos para os indivíduos, para a economia e a sociedade”.

De acordo com a nova regulação proposta pela ASA, publicidades que perpetuam estereótipos, como uma mulher limpando a casa sozinha enquanto os familiares estão sentados, precisam ser abolidas. Homens realizando atividades domésticas de maneira desajeitada também seriam banidas.

Além disso, propagandas especificando que determinada atividade é coisa de “menina” ou “menino” estariam na lista de proibições.

Lista

O documento ainda identifica seis comportamentos que devem ser evitados.

  • Definir profissões ou cargos como sendo algo para homem ou mulher. Exemplo: mulher sendo bailarina, enquanto o homem é o engenheiro;
  • Definir atributos ou comportamentos de acordo com um gênero específico. Exemplo: mulher de TPM e irritada;
  • Fazer piadas com grupos ou pessoas que não se encaixam em determinado estereótipo;
  • Retratar indivíduos de maneira altamente sexualizada;
  • Dar foco somente aos atributos físicos do ator ou atriz;
  • Definir o que é um corpo saudável ou doente.

Fonte: Consumidor Moderno

9 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Na área da propaganda, o que deveria ser proibido é atrelar imagem de pessoas notórias a produtos que essas tais pessoais jamais comprariam.

Isso é enganação descarada, mas pode.

Marqueteiro iludir o eleitor fazendo um bandido parecer o salvador da pátria, também pode. continuar lendo

É por tolices descomunais como esta que o Ocidente está afundando. Sintomas da decadência. "Seus direitos acabam onde começam meus sentimentos" e idéias de tal sorte. continuar lendo

Perfeito o seu pensamento, caro Eduardo. Estamos criando uma geração de fracos incapazes de ter resiliência, amor próprio e capacidade de superação. continuar lendo

Famosa falta do que fazer. continuar lendo

Dra. Camila,

No trecho:

"Homens devem e sabem como limpar a casa sem fazer bagunça."

Hoje em dia, felizmente, a mulher está ao lado do homem e não "sob". Quem não reconhecer, compreender e viver essa mudança de nossos dias está fadado à infelicidade e a solidão.

A mulher é nossa companheira, nossa cúmplice, e, nessa troca é que se solidificam os relacionamentos. Precisamos enxergar a mulher como um ser humano maravilhoso e não como, simplesmente "mulher", a cuidadora do lar. continuar lendo